Antes de adquirir a Loren fiz uma pesquisa em alguns sites e revistas como também fui à feiras de filhotes. Queria descobrir que raça seria mais compatível com a minha realidade de vida, uma pessoa adulta, não jovem mas ainda não idosa que divide apartamento com uma amiga da mesma faixa etária, as duas trabalhando durante o dia e em alguns dias tendo compromissos à noite. Depois de  ler alguns artigos e ver os filhotes concluímos que a raça seria Lhasa Apso.

O que assimilei das leituras feitas: Os Lhasas são originários do Tibete, eram considerados cães sagrados e há lendas dizendo serem reencarnações de antigos Lamas (lideres espirituais do Tibete). Devido a idéia de sagrado não podiam ser vendidos e eram apenas oferecidos como presentes. Os Dalai Lamas ofereciam esses animais como presente a algumas autoridades e desta forma acabaram por chegar ao Ocidente. Dizem que o Lhasa chegou ao Brasil na metade da década de 60 mas somente na década de noventa é que a criação desta raça ganhou fôlego e atualmente é uma das raças em franca expansão no país. Como característica de temperamento citam: alegria,segurança em si mesmo e desconfiança com estranhos. Dizem que os Lhasa não gostam muito de colo são preguiçosos para andar e não são destruidores de objetos do lar e ainda são pouco inteligentes. Também dizem que a raça não aprecia muito crianças. Recomendam esta raça para pessoas que moram sozinhas e que curtem ambientes mais calmos e silenciosos.

A minha observação com a Loren não é exatamente igual ao que apregoam da raça. A Loren faz amizade muito fácil, curte todos os meus amigos, brinca com os vizinhos, adora o pessoal da clínica que freqüenta e do pet e curte um colo adoidado, principalmente no inverno. É preguiçosa para andar, mas adora passear, no meio do caminho ou pede colo, ou se joga no chão para descansar e aí o único jeito é carregar. Não é destruidora. Curte seus brinquedinhos e adora brincar de esconde, esconde conosco. Brincamos muito, é muito divertido! É inteligente, viva, alegre, tem ouvido e faro fantásticos. Nós interagimos bastante. Prefere música clássica e qualquer tipo de música tem que ser em tonalidade baixa. Não gosta quando estou no computador, é algo que a irrita muito, principalmente quando recebo e-mails com som, preciso colocar bem baixinho para não haver brigas. A Loren se dá muito bem com as crianças, é uma doçura de animal, uma companhia maravilhosa. Ela é o melhor presente que me dei ultimamente. Nunca  imaginei me ligar tanto a  um animal. É incrível como o laço vai se fazendo e se torna um membro da família. Para mim é simplesmente incrível, fantástico! Amo este pequeno ser.